quinta-feira, 6 de maio de 2010

A que escreve

Preciso de segurança e gosto de aventura. Preciso de equilíbrio e exagero em tudo. Vem, não pergunta nada, mas me garanta que vai dar tudo certo, segura a minha mão e não solta nunca mais, me abrace forte. Eu digo que não, mas me conheces melhor que ninguém para saber que eu quero dizer sim. Mil vezes que sim. Eu sou assim, sou a que escreve sem sequer olhar as palavras, me concentro no teclado, nas letras soltas e acho mágico quando olho as palavras formadas no monitor. Lindo isso! Por que eu escrevo? Ora, só pode ser para expelir esse vulcão em erupção aqui dentro de mim. Escrevo por que as idéias fazem amontoados não-sei-de-que dentro da minha cabeça, preciso pôr pra fora para poder respirar e pensar novamente. Preciso preciso preciso. Minha vida é esse ciclo e quando consigo perde a graça. Será que isso acontece com todos? Alguém me explica, alguém me decifre. Imagino cenas, minha mente é um castelinho de sonhos, aqui dentro tudo é fantasia... Desconfio que eu também seja uma invenção !

Beijos da Fran !

5 comentários:

  1. As palavras soam para mim como uma vávula de escape. É um ciclo sem fim.
    SOMOS DUAS :D

    ResponderExcluir
  2. Ual, exatamente isso. Escrever para aliviar, esquecer.

    Passa lá, beijos:
    http://contandohistoriasempre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. que lindo! e adorei a imagem :D

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente lindo. :D'
    E viva as palavras, o melhor modo de desabafar e deixar pra trás - ou tentar. ♥

    ResponderExcluir
  5. que imagem linda!
    tanto quanto o post *-*

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, espero que tenha gostado e volte sempre...